VOCÊ ESTÁ LENDO >> O Romantismo de Clare Waight Keller para a Givenchy
POR Guilherme de Beauharnais | 23 de janeiro

“A jardinagem perfeita não é necessariamente uma questão de riqueza, mas sim uma questão de amor, interesse e conhecimento”. A autora da frase, Vita Sackville-West, foi uma paisagista inglesa que, além de amar flores, também foi amante da autora Virginia Woolf. As cartas apaixonadas das duas foram umas das inspirações de Clare Waight Keller  para o desfile de alta-costura da Givenchy, na última terça-feira (21/01).

A estilista britânica escreve, com a coleção, uma carta de amor ao fundador da maison Givenchy. Foto: Givenchy disponivel em anyabelle.com

Intitulada “Uma Carta de Amor”, a coleção também se baseou nas flores do parque do Castelo de Sissinghurst – criado por Sackville-West na década de 1930 –, um dos lugares “mais românticos da Inglaterra”, segundo a estilista. Entre peças brancas de alfaiataria, desfilaram vestidos em tons de azul, amarelo, coral e violeta, evocando pétalas em um jardim de verão.

Apresentar uma coleção inspirada em flores, especialmente para a temporada de verão/primavera, está longe de ser uma ideia original. A irônica frase da personagem Miranda Priestly (de “O Diabo Veste Prada”) logo vem à mente:

“Florais para a primavera? Que inovador”.

Mas Keller conseguiu surpreender e emocionar com suas criações, naquilo que ela própria chamou de “minha carta de amor para Hubert de Givenchy” (que fundou o ateliê em 1952).

Sem firulas

E mesmo com a sensibilidade de uma romântica, a estilista teve sucesso em se manter pragmática e objetiva, sem permitir que a atmosfera se tornasse uma explosão açucarada. De forma consciente, ou não, parece ter seguido o conselho de Sackville-West: manteve a estética simples, por vezes sem muita riqueza de informação, mas mostrou amor, interesse e conhecimento não apenas na costura, mas também na essência do ateliê Givenchy.

Clare Waight Keller trouxe peças modernas, mas não menos bucólicas ou vitorianas nas sensações que despertam. As rendas brancas que figuraram em algumas das peças evocam a imagem de figuras femininas em um passeio no jardim. Se a imaginação permitir, até se pode ter um vislumbre de Vita e Virginia enamoradas entre as flores de Sissinghurst.



ESCRITO POR Guilherme de Beauharnais

COMPARTILHAR

COMENTÁRIOS

LEIA MAIS EM Ponto de Vista

17 de outubro

Korshi 01 traz street reinventado e protesto ao normativo

A terceira participação do Projeto Estufa mostrou-se alinhada ao DNA da marca e ao espírito...

por Giovana Marques
3 de maio

Jornalismo de moda x coronavírus: sensibilidade ou alienação social?

Retrato social: análise semiótica do jornalismo de moda durante a pandemia.

por Andreia Meneguete Yasmin Carolino
8 de dezembro

Marina Ruy Barbosa: quando ser criativa é um bom negócio

Atriz global mostra como driblar tempos de crise e ser um dos nomes mais badalados na moda nacional

por Andreia Meneguete
22 de outubro

Free Free ressignifica peças e endossa luta feminina no SPFW

Projeto quer mudar a realidade das mulheres com criatividade, moda e arte

por Giovana Marques

ÚLTIMAS POSTAGENS

Arraste para o lado
6 de novembro

Negócios em foco: 7 Reflexões sobre o Mercado de Luxo com Carlos Ferreirinha

Em palestra no Iguatemi Talks, especialista do mercado de luxo traz insights do segmento para qualquer setor

por Brenda Luchese
5 de novembro

As estratégias da Jacquemus para se tornar “queridinha” no mercado de luxo

Entenda como a marca criada por Simon Jacquemus virou fenômeno e se tornou referência do conceito de novo luxo

por Rebeca Dias
5 de novembro

Cases de Luxo: como a Burberry e Gucci se conectaram com novos consumidores

Veja como as grifes de luxo se adaptaram para atender às transformações dos novos tempos e dos consumidores

por Rebeca Dias
5 de setembro

Fure a bolha: chegou a hora do streetwear brasileiro ganhar destaque global

A consolidação da moda de rua brasileira e como designers de marcas nacionais chegaram a showroom em Paris.

por Júlia Lyz
12 de maio

Copenhagen Fashion Week: conheça semana de moda internacional sustentável

Marcas do evento que visa promover a sustentabilidade precisam respeitar ao menos 18 critérios para inscrição

por Rebeca Dias
12 de maio

Onde está a moda inclusiva? Os desafios para encontrar roupas para o público PcD

Especialista sobre o assunta aponta o preconceito como principal fator para a falta de inclusão na moda

por Beatriz Neves
12 de maio

O QUE O SXSW 2023 E O ÚLTIMO PARIS FASHION WEEK TÊM EM COMUM?

Durante o maior evento de inovação do mundo, a inteligência artificial roubou a cena e nos faz refletir o papel da moda

por Giovanna Schiavon
12 de maio

8 Perfis do Tiktok para Acompanhar e Aprender Sobre o Mercado de Moda

Muito além do look do dia e de dancinhas, o Tiktok permite a democratização e acessibilidade aos conteúdos sobre moda

por Ana Flávia Gimenez