VOCÊ ESTÁ LENDO >> Dior celebra a divindade feminina em desfile de Alta-Costura
POR Guilherme de Beauharnais | 21 de janeiro

E se as mulheres governassem o mundo?”. Foi com esta reflexão que Maria Grazia Chiuri apresentou ontem o desfile de alta-costura verão 2020 da Maison Dior, inspirado na artista feminista Judy Chicago, que também colaborou com a produção do cenário.

Apresentação celebrou formas clássicas em uma releitura, teoricamente, atual. Foto: Daniele Schiavello / Gorunway.com

A ideia da coleção foi explorar o aspecto divino da figura feminina, reproduzindo de forma moderna a estética greco-romana. A inspiração veio quando a estilista observava estátuas das divindades pagãs em Roma e as pinturas de Botticelli, após refletir sobre a participação da mulher na formação da cultura ocidental.

Orgulhosa de ser a primeira mulher a comandar o ateliê Dior – onde já figuraram nomes como Saint Laurent e John Galliano –, Chiuri não mediu esforços para criar deusas na passarela.

As suas mulheres trajavam franjas, drapeados e plissados em tailleurs e saias, a maioria em tons metálicos. Saltos deram espaço às sandálias, oferecendo conforto e complementando a leveza dos movimentos dos tecidos.

Representatividade no Olimpo

Entretanto, a estilista foi criticada pela Vogue Americana por dizer celebrar a figura da mulher, mas não quebrar as convenções da alta costura e incluir mulheres de “todas as idades, formas e culturas”.

Apesar da beleza da coleção e a impressão de liberdade passada pela leveza dos tecidos, parece que a Dior ainda se mantém presa aos corpos magros e jovens, trazendo à memória a obsessão do fundador da marca com as cinturas finas no fim dos anos 40.



ESCRITO POR Guilherme de Beauharnais

COMPARTILHAR

COMENTÁRIOS

LEIA MAIS EM Ponto de Vista

16 de setembro

Moda: um instrumento nas mãos do comunicador Ronaldo Fraga

Em evento de design e inovação em Brasília, estilista questiona o segmento, compartilha o seu...

por Giovana Marques
21 de outubro

Cavalera milita (e convence) em desfile na SPFW

Marca sensibilizou plateia e passou mensagem sobre a importância e a necessidade de respeitar a...

por Zeinab Bazzi
20 de fevereiro

Sustentabilidade confusa: Burberry reduz carbono, apoia agricultura regenerativa mas deixa dúvida sobre escolhas têxteis

Marca se apoia na sustentabilidade e na estética grunge para se renovar

por Giovana Marques
7 de julho

Sonho de uma Noite de Verão: Schiaparelli apresenta Alta-costura com croquis

Na segunda-feira (07/07), a maison Schiaparelli divulgou um vídeo do diretor-criativo Daniel Roseberry esboçando Imaginaire,...

por Guilherme de Beauharnais

ÚLTIMAS POSTAGENS

Arraste para o lado
20 de dezembro

Projeto 19M da Chanel: o fortalecimento do luxo

Com nova CEO na casa e inauguração oficial do projeto, a grife francesa promete enaltecer o artesanato de moda de luxo

por Júlia Vilaça
9 de dezembro

Jornalismo de Moda: e se a autora Clarice Lispector fosse capa da Vogue?

No mês que Clarice Lispector faria 100 anos, conheça a relação da escritora com o jornalismo de moda

por Ivan Reis
28 de agosto

Figurino do filme ‘Spencer’: o papel das marcas de moda no cinema

Filme sobre Lady Di traz figurino assinado por Chanel e mostra o poder das marcas nas narrativas em torno de biografias

por Carol Hossni
17 de agosto

O homem contemporâneo segundo Mário Queiroz

Análise de imagem: o professor e designer explica as transformações na moda masculina hoje

por Ivan Reis
10 de agosto

Vida em detalhes: na fila da vacina, vista sua esperança

Enquanto esperar é a única coisa que nos resta, as roupas moldam a cena de um futuro próxima que desejamos ter

por Ivan Reis
10 de agosto

Belly Palma: “Posso fazer o que eu quiser e do meu jeito”

Influência ativista na internet: Izabelle Palma é a nova voz quando se fala em moda, diversidade e inclusão no Brasil

por Ivan Reis
11 de junho

Moda e woke-washing: a mercantilização do corpo preto em um novo patamar

Jornalista Viviane Rocha relata o sequestro da humanidade das pessoas pretas

por Viviane Rocha
9 de junho

Semiótica da moda: análise do filme “Disturbing Beauty”, da Dior

Semioticista Clotilde Perez analisa os significados da beleza no novo filme da Dior

por Clotilde Perez