Moda
Moda

Entre presas e sangue: Rodarte desfila mood gótico no NYFW

Giovana Marques |14.fev.20

Inspirado no gótico e com referência vampiresca, a Rodarte voltou a desfilar na semana de moda de Nova York, na última terça-feira (11). Comandada pelas irmãs Kate e Laura Mulleavy, a marca havia apresentado a sua última coleção, de primavera 2020, com um lookbook. Agora, de retorno às passarelas de Manhattan, o cenário escolhido foi a igreja St. Bartholomew, que teve o interior forrado de folhas, com iluminação dramática de velas brancas.

Com estética gótica, a Rodarte apresentou uma mulher romântica mas nada frágil. Ela sabe se proteger e avançar. E como boa vampira, provavelmente usa até mesmo da violência quando necessário. Foto: Gianluca Palma / Gorunway.com

Uma das grandes inspirações da grife foi o filme Drácula, dirigido por Francis Coppola em 1992. O trabalho da figurinista Eiko Ishioka, que na época recebeu o Oscar por melhor figurino, foi estudado pelas estilistas. Os babados, mangas bufantes e vermelho vivo são exemplo disso.

Força mutante

Destacaram-se as silhuetas dos anos 40, transparência, seda estampada à mão, póa, teias de aranha bordadas, cascatas florais e capas, que fizeram molde também para os vestidos.

Se no início da caminhada uma versão romântica e frágil representava a presa do vampiro, por fim, os tons fechados e modelagens com presença e atitude davam vida à uma mulher forte, até mesmo predadora. Um grito de força pouco óbvio e obscuro.

LEIA TAMBÉM