VOCÊ ESTÁ LENDO >> Victoria’s Secret: marca não acompanhou as mudanças de uma geração
POR Giovana Marques | 14 de agosto

Os holofotes estão sobre a Victoria’s Secret como não ficavam há um tempo. Conhecida pelo desfile com supermodelos inalcançáveis, a label está passando por uma crise de identificação com o público. Em uma era de positividade corporal, medidas restritas são cada vez menos aceitas. No início do ano, a L Brands anunciou que planejava fechar mais de 50 lojas da marca em 2019.

Casting da Victoria's Secret

Casting do Victoria’s Secret Fashion show conduzido por Ed Razek. (Foto: divulgação)

Os rumores que o show deste ano não iria acontecer foram apenas o início. A partir de uma declaração da modelo Shanina Shaik, em entrevista ao The Daily Telegraph, o assunto ganhou mais força: “Infelizmente, o Victoria’s Secret Fashion Show não vai acontecer neste ano […] Mas tenho certeza de que no futuro algo vai acontecer, estou certa disso”, contou.

Segundo ela, os produtores provavelmente deviam estar trabalhando na marca e procurando outras formas de fazer o desfile, “porque é o melhor show do mundo”. Pouco depois, em um memorando direcionado aos funcionários, o diretor-executivo Les Wexner confirmou que o desfile estava passando por mudanças e que um novo tipo de evento estava sendo desenhado.

“Decidimos repensar o tradicional VSFS. No futuro, não acreditamos que a rede de televisão seja a opção certa”, explicou.

Asas para quem?

A crise da empresa ficou mais forte quando o então diretor executivo de marketing Ed Razek disse, no ano passado, em entrevista à Vogue americana, que as pessoas não têm interesse em um show com modelos de tamanhos maiores. Além disso, ele se mostrou contrário à inclusão de transexuais na passarela.

“Você não deveria ter transexuais no desfile? Não, não, acho que devemos. Bem, por que não? Porque o show é uma fantasia”, declarou.

Valentina Sampaio

Valentina Sampaio foi a primeira transexual a posar para a Victoria’s Secret. (Foto: book da modelo, fotógrafo não identificado).

O que ele não esperava era uma reviravolta. Pouco antes de abdicar do seu posto na VS, a modelo transexual brasileira Valentina Sampaio foi contratada para uma sessão de fotos da linha PINK. Em entrevista a ELA, do grupo globo, Valentina disse se sentir “honrada e feliz”.

“Cheguei a ser cancelada de trabalhos por acharem que eu não estaria alinhada com a filosofia conservadora de determinadas marcas. Naquele momento, isso me machucou. Cogitei que havia algo de errado comigo. Depois, entendi que eu não era o problema”, reflete.

A força do positivo

Na contramão da perpetuação histórica de padrões, o movimento Body Positive (Positividade Corporal) nasce nos Estados Unidos no fim dos anos 1990 com a iniciativa de duas mulheres: Connie Sobczak e Elizabeth Scott.

Fenty Savage por Rihanna

Ao contrário da Victoria’s Secret, a Fenty Savage inclui mulheres com diferentes tipos físicos. (Foto: Myah Jones)

O BP visa a aceitação corporal de acordo com as características e história de cada mulher. Além disso, há também um recorte social: todos os corpos têm direito de acessar espaços representativos.

Uma das marcas que ficou reconhecida por estar em sintonia com esse movimento é a SAVEGE X FENTY, de Rihanna. Enquanto a numeração da Victoria’s Secret vai até o 40DDD (52 no tamanho brasileiro), a marca de Riri abrange até o 46DDD.

“Queremos que as pessoas fiquem bem e se sintam bem”, explica a empresária e artista no site da empresa.

Choque de realidade

A mídia possui grande influência na maneira como os corpos são percebidos e sentidos, afetando desde aspectos íntimos até coletivos.

De acordo com o Google Trends, um mês após a transmissão do desfile de 2018 com modelos como Adriana Lima, Kendall Jenner e Gigi Haddid, o assunto “Victoria’s Secret Model Diet” (Dieta de modelos da Victoria’s Secret) teve o maior pico do ano.

O show aconteceu no dia 08/11 e, entre os dias 11 e 17, as pesquisas chegaram a 84 pontos. Na semana anterior ao desfile, ninguém estava buscando pelo assunto na plataforma (0 pontos).



ESCRITO POR Giovana Marques

COMPARTILHAR

COMENTÁRIOS

LEIA MAIS EM Business

6 de novembro

Negócios em foco: 7 Reflexões sobre o Mercado de Luxo com Carlos Ferreirinha

Em palestra no Iguatemi Talks, especialista do mercado de luxo traz insights do segmento para qualquer setor

por Brenda Luchese
19 de setembro

Efeito Bailey: Burberry e o sucesso de um storytelling bem aplicado

No momento de necessidade de evolução e transformação da grife, o papel do diretor criativo estava no plano estratégico de marca

por Andreia Meneguete
21 de fevereiro

Betty Catroux, musa de Yves Saint Laurent, ganha exposição em Paris

Museu Yves Saint Laurent Paris inaugura exposição “Féminin Singulier” em homenagem a uma das musas do estilista,

por Guilherme de Beauharnais
13 de novembro

Gabi Silvarolli mostra como liderar uma marca tradicional

Herdeira da Corello lança sua linha de calçados e dá lição de business e liderança em tempos de crise

por Andreia Meneguete

ÚLTIMAS POSTAGENS

Arraste para o lado
6 de novembro

Negócios em foco: 7 Reflexões sobre o Mercado de Luxo com Carlos Ferreirinha

Em palestra no Iguatemi Talks, especialista do mercado de luxo traz insights do segmento para qualquer setor

por Brenda Luchese
5 de novembro

As estratégias da Jacquemus para se tornar “queridinha” no mercado de luxo

Entenda como a marca criada por Simon Jacquemus virou fenômeno e se tornou referência do conceito de novo luxo

por Rebeca Dias
5 de novembro

Cases de Luxo: como a Burberry e Gucci se conectaram com novos consumidores

Veja como as grifes de luxo se adaptaram para atender às transformações dos novos tempos e dos consumidores

por Rebeca Dias
5 de setembro

Fure a bolha: chegou a hora do streetwear brasileiro ganhar destaque global

A consolidação da moda de rua brasileira e como designers de marcas nacionais chegaram a showroom em Paris.

por Júlia Lyz
12 de maio

Copenhagen Fashion Week: conheça semana de moda internacional sustentável

Marcas do evento que visa promover a sustentabilidade precisam respeitar ao menos 18 critérios para inscrição

por Rebeca Dias
12 de maio

Onde está a moda inclusiva? Os desafios para encontrar roupas para o público PcD

Especialista sobre o assunta aponta o preconceito como principal fator para a falta de inclusão na moda

por Beatriz Neves
12 de maio

O QUE O SXSW 2023 E O ÚLTIMO PARIS FASHION WEEK TÊM EM COMUM?

Durante o maior evento de inovação do mundo, a inteligência artificial roubou a cena e nos faz refletir o papel da moda

por Giovanna Schiavon
12 de maio

8 Perfis do Tiktok para Acompanhar e Aprender Sobre o Mercado de Moda

Muito além do look do dia e de dancinhas, o Tiktok permite a democratização e acessibilidade aos conteúdos sobre moda

por Ana Flávia Gimenez