VOCÊ ESTÁ LENDO >> Emily Weiss: o nome por trás do case de sucesso Glossier
POR Julia Groppo | 10 de maio

Sucesso na web, o blog Glossier veio para consagrar algo para o qual nossos pais muito resistiram: a internet pode, sim, ser o primeiro passo de uma carreira de sucesso. Nós já sabíamos, mas Emily Weiss fez melhor, simplesmente arriscou e está aí para nos provar: a moça transformou o seu IntoTheGloss.com, lançado em 2010, no site com maior poder de influenciar compras, segundo o prestigiado ranking Signature9.

E que marca não adoraria usar desse poder para disseminar seus produtos, lifestyle e ideologias? Foi então que Emily entendeu que seu poder de convencer mulheres a comprar blushes e batons poderia também ser usado para gerar sua própria renda. Durante uma entrevista, Emily afirmou: “Eu queria criar uma linha com apenas produtos que as mulheres não podem viver sem. Então me sentei e perguntei a mim mesma: ‘Que produtos eu nunca realmente guardo? O que está sempre no balcão do meu banheiro?’ E então, Glossier cresceu a partir daí”, conta.

E não é para menos: uma plataforma online, com todas as facilidades e benefícios de compartilhamento, printscreen, buscas ágeis e de compra online (Deus que a abençõe), que ainda reúne os melhores produtos de beleza em uma linha própria, com o objetivo de deixar qualquer mulher bem com tudo o que vê no espelho.  O segredo de Weiss está em unir beleza e cuidado: linhas voltadas para te maquiar e, de quebra, tornar a sua pele cada dia mais forte. Um só lugar que reúne os melhores produtos de beleza que devem fazer parte da sua necessáire só poderia conquistar adeptas cada vez mais, ao passo em que ficasse conhecido. E o mais legal: além do poder da internet, é aqui que o antigo e bom velho amigo “boca a boca” faz sentido: que amiga que conhece um batom maravilhoso não vai querer indicar para 5 outras amigas? Que indicarão para suas respectivas. E por aí vai. Porque se tem algo que nos une nesse universo feminino é a busca por nos sentirmos cada vez melhores com nós mesmas. E Emily descobriu isso, transformando em seu negócio.

 

Propósito de acordo com o espírito do tempo
Desses que nos fazem querer apostar até nos nossos sonhos e desejos mais incertos, né? Porque ela soube misturar uma ideia inovadora com sua autenticidade, depositando no seu trabalho muito do que ela é e acredita. E, se me permitem opinar aqui, sinto que isso é o que o público mais espera: identificar-se com alguém DE VERDADE. Deixando de lado tudo o que for fantasioso e disfarçado. As pessoas gostam de se sentirem especiais. Mulheres gostam de serem ouvidas. E Emily decidiu ouvi-las. É exatamente essa mensagem que ela nos passa: você é especial e merece uma pele bonita. Você é linda e merece ter produtos para se cuidar. Você é poderosa e merece alguém que entenda isso. E ela faz esse papel, de entendimento, de ouvir, de atender a essas necessidades. Emily Weiss é isso para suas clientes. E para nós, inspiração. Sentiu-se inspirada também? Pois então daremos as 6 dicas mais preciosas, mapeadas especialmente para você, que assim como Emily Weiss quer transformar a sua paixão no seu negócio e fonte de renda. Tem sonho de consumo maior que esse? Anote cada detalhe e veja como pode fazer o seu blog ser mais consistente.

 

Esteja sempre atualizada
Beleza e moda andam lado a lado, sempre conectadas com a sociedade atual e com o que está trend por aí, principalmente nas ruas, lugar onde tudo acontece. Devido a isso, é importante que você esteja sempre antenada ao que está acontecendo ao seu redor: na sua rua, faculdade, no trabalho, no país e, principalmente, no mundo como um todo. Isso facilita na hora de entender e atender aos interesses do seu público, bem como na hora de criar e inovar, trazendo à tona ideias antes nunca vistas.

Conheça o seu público
É muito importante que você conheça o seu público e, para isso, nada melhor que estar em constante contato com ele. Fazer pesquisas, ser aberta aos feedbacks, além de demonstrar interesse e responder comentários e críticas. De nada adianta produzir determinado conteúdo ou vender determinado produto se o seu público tem interesses diferentes. Isso pode causar perda de seguidores devido à falta de direcionamento. Aqui nos cabe aquele velho clichê (a gente adora um, né?): Cachorro de quatro donos morre de fome. Desde o início, é interessante definir disseminar conteúdo e esperar que o seu público se forme a partir dele, de forma gradual, ou produzir exatamente aquilo que determinado público está esperando, de forma a conquistá-lo e trazê-lo para perto.

Jogue uma pitada de senso de humor
Apesar de ser um trabalho sério – todo trabalho é, né? – a plataforma traz cores divertidas, imagens bonitas e frases de impacto. Deixa de ser apenas um local de compras online para também tornar-se fonte de inspiração para as mulheres. Mais importante que ganhar dinheiro é ganhar dinheiro e ser feliz, né? E ainda com o luxo de poder se divertir com o seu trabalho, deixando de ser refém da sua rotina para ser melhor amiga dela. Tem coisa melhor que acordar numa segunda-feira e estar disposta ao que a semana lhe proporá? Aposto que Emily não tem problemas com as segundas-feiras.

Crie sua identidade
Todas as pessoas do mundo já existem, mas você e toda a sua autenticidade não. Que tal usar isso a seu favor? O Glossier possui uma identidade própria e características que marcam a vida das clientes, fazendo com que batam o olho em produtos da marca, ou mesmo em particularidades que fazem parte do negócio, e já saibam muito bem de onde vem. Um exemplo disso são as embalagens nas quais os produtos chegam para a consumidora: plástico bolha cor-de-rosa. Obrigada, Emily Weiss, por acrescentar mais rosa em nossas vidas. Isso vale para a criação de um logo, um layout próprio para o seu blog, um jargão, uma determinada forma de passar conteúdo, entre outras ideias.

Clientes são amigas
Você pode tentar enganar o seu público para “chegar lá” de forma mais rápida, mas lembremos que mentira tem perna curto e a queda é proporcional à subida. Ser transparente quanto ao conteúdo que você dispara pelas redes e, principalmente, com os produtos que você indica e vende é primordial para conquistar, de vez, o seu público. Uma das chaves do sucesso do Glossier está em tratar as clientes como amigas, fazendo com que cada uma, de forma individual, sinta-se especial ali. Além de fornecer produtos para diversos tipos de pele, o site faz com que cada mulher sinta-se importante naquele espaço, transformando o ato de comprar maquiagem não em uma prisão necessária para esconder imperfeições – esta que, vamos combinar, todas temos – mas sim para ser um momento divertido e de autoconhecimento sobre sua pele.

Energia, atenção e … dá-lhe redes sociais!
Sabemos do poder absurdo que as redes sociais têm alcançado, né? A prova disso está nas grandes marcas, que vêm investindo cada vez mais seu poderio em influencers digitais, como forma de abraçar um público cada vez maior. Dito isso, é importante, também, voltar os olhos para as suas redes: elas estão sendo atualizadas com frequência? Há uma rotina de postagens, podendo facilitar seu contato com o público? Você tem dado importância aos comentários e críticas que recebe? Outra grande arma de Emily é o Instagram da Glossier. Cores tranquilas e felizes, além de frases carregadas de positividade e bom humor fazem parte de seu feed, que aproveita para espalhar alegria e, ao mesmo tempo, propagandear seus produtos. Esperta, né?



ESCRITO POR Julia Groppo

COMPARTILHAR

COMENTÁRIOS

LEIA MAIS EM Business

2 de setembro

Moda e sustentabilidade: interseção necessária

Maior que uma tendência, iniciativas sustentáveis na indústria reconfiguram a produção, distribuição e consumo, além...

por Zeinab Bazzi
15 de março

GQ Brasil sob nova direção: conheça as mudanças da revista

Agora com direção do jornalista Daniel Bergamasso, título de moda masculina ganha foco para comportamento

por Ivan Reis
13 de novembro

Gabi Silvarolli mostra como liderar uma marca tradicional

Herdeira da Corello lança sua linha de calçados e dá lição de business e liderança em tempos de crise

por Andreia Meneguete
28 de maio

A máscara que cobre novos e velhos hábitos

Em tempos de pandemia do novo Coronavírus, a máscara de proteção tornou-se uma medida de...

por Ivan Reis

ÚLTIMAS POSTAGENS

Arraste para o lado
20 de dezembro

Projeto 19M da Chanel: o fortalecimento do luxo

Com nova CEO na casa e inauguração oficial do projeto, a grife francesa promete enaltecer o artesanato de moda de luxo

por Júlia Vilaça
9 de dezembro

Jornalismo de Moda: e se a autora Clarice Lispector fosse capa da Vogue?

No mês que Clarice Lispector faria 100 anos, conheça a relação da escritora com o jornalismo de moda

por Ivan Reis
28 de agosto

Figurino do filme ‘Spencer’: o papel das marcas de moda no cinema

Filme sobre Lady Di traz figurino assinado por Chanel e mostra o poder das marcas nas narrativas em torno de biografias

por Carol Hossni
17 de agosto

O homem contemporâneo segundo Mário Queiroz

Análise de imagem: o professor e designer explica as transformações na moda masculina hoje

por Ivan Reis
10 de agosto

Vida em detalhes: na fila da vacina, vista sua esperança

Enquanto esperar é a única coisa que nos resta, as roupas moldam a cena de um futuro próxima que desejamos ter

por Ivan Reis
10 de agosto

Belly Palma: “Posso fazer o que eu quiser e do meu jeito”

Influência ativista na internet: Izabelle Palma é a nova voz quando se fala em moda, diversidade e inclusão no Brasil

por Ivan Reis
11 de junho

Moda e woke-washing: a mercantilização do corpo preto em um novo patamar

Jornalista Viviane Rocha relata o sequestro da humanidade das pessoas pretas

por Viviane Rocha
9 de junho

Semiótica da moda: análise do filme “Disturbing Beauty”, da Dior

Semioticista Clotilde Perez analisa os significados da beleza no novo filme da Dior

por Clotilde Perez